Subscribe:

Pesagens

01.01.2014: 90,0 kg

domingo, abril 24, 2011

Revezes da vida, e que vida é essa???

Feliz Páscoa, sem qualquer entusiasmo...

Hoje deveria ser dia de união, de perdão, de amor, compaixão e arrependimentos.
Aqui em casa está tudo uma bosta. Minha mãe - que se diz católica - não respeitou sequer a sexta-feira santa. Começou as 'conversinhas', chateações...Estou tremendamendamente magoada. Cansei de tantas humilhações. Imagive só você, ouvir há 10 anos que, apesar de morar na casa e arcar com todas as despesas, a casa não é sua. Como se estivesse de favor...detalhe: sou filha única, então no final das contas será tudo meu mesmo.
Voltando...
este post serve muito mais como um desabafo, um escape de alguém. Estou completamente desanimada, foi a pior Páscoa da minha vida inteira.
Ainda bem que todos sabem que sou depressiva, pena que a compreensão é algo que não se enquadra nesta família...e que família.

Sei que todos tem seus problemas e que a grama do vizinho sempre nos parece mais verde que a nossa, mas no meu caso a situação está insustentável. Sabe aquele lance se ficar o bicho pega, se correr o bicho come? É exatamente esse o meu caso.

Ontem, tivemos que pegar o carro e sair com as crianças para não ouvir tantas besteiras e humilhações e ofensas e tudo mais que vc possa imaginar de ignorâncias. Fomos ao mercado e resolvemos passar em um plantão de vendas de apartamentos. Que frustração: os valores estão exorbitantes para nossa renda, sem contar que ainda tenho mais 2 anos de bolsa da faculdade e não posso ter nada em meu nome. O financiamento pela Caixa? Impraticavel.
A últimíssima de todas as possibilidade seria ir embora para o fim do mundo em Santa catarina, a terra do meu marido, mas morar na roça, pra mim, é o mesmo que me enterrar viva. A mãe dele também não é bolinho, seria como apenas trocarmos de endereço. Minha cabeça está dando nó de tanto pensar. Como se já não bastasse, minha tia quem cuidava dos meus filhos passou por cirurgia e ficará no mínimo 90 dias de repouso. Meu marido já prorrogou as férias e além disso só mesmo a rua. A solução vai ser trocar as crianças de escola e período, para que ela fique o menor tempo possível com as crianças. Tentamos contratar alguém para meio período, só para ficar com as crianças e varrer a casa da minha tia, mas parece que não deu certo. O beco, pra mim, é realmente sem saída.

2 comentários:

Sammy Leilane disse...

chateações numa data de reflexão e bons sentimentos é dose viu menina? uma semana maravilhosa pra ti! bjus!!

talita e alex disse...

oi querida ameiiii seu blog.estou seguindo viu bjs talita-talitadeusamor.blogspot.com

Postar um comentário

Oi amiga, que bom que vai comentar o que escrevi!!! Obrigada :)